Notícias

Base Docente: o que pensam os especialistas

A Base Nacional Comum de Formação Docente propõe uma grande revisão na formação e carreira docente. A consolidação de uma política nacional de formação de professores da Educação Básica está prevista pelo Plano Nacional de Educação (PNE). Mas assim como acontece com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), há uma série de visões que pairam sobre a proposta apresentada pelo Ministério da Educação (MEC) no último dia 13.
Além da revisão curricular dos cursos de Pedagogia e licenciaturas, a Base Docente propõe a criação de diretrizes para a formação continuada atrelada à progressão de carreira, novidades para o ingresso dos profissionais e a substituição do estágio pela Residência Pedagógica (confira a proposta completa aqui).

Este é o início de uma discussão que deverá atravessar o Brasil nos próximos anos. O MEC considera esta versão do texto da Base Docente como a “versão zero”. Durante a cerimônia de lançamento do documento, o ministro da Educação Rossieli Soares afirmou que o texto passará por discussões com a sociedade lideradas pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). O Conselho Nacional de Educação (CNE) também deverá discutir o documento. O órgão já formou a Comissão de Formação de Professores, que é presidida pela conselheira Maria Helena Guimarães de Castro e tem como relator Mozart Neves Ramos. 
Para ler o conteúdo na íntegra e a declaração da Profa. Dra. Catarina de Almeida Santos e coordenadora do Comitê Regional de DF, acesse: https://novaescola.org.br/conteudo/14817/base-docente-o-que-pensam-os-especialistas?fbclid=IwAR0oG2-pv0Qr63qAXZLz0v9Bf5xKkDzCcWt1vd-fWUtTZfxjX5e9ZbPSFZo